Copo de 3: PROVA Vertente 2003

04 Setembro 2006

PROVA Vertente 2003

Vertente 2003
Castas:Tinta Roriz, Touriga Franca, Tinta Amarela, Touriga Nacional entre outras - Estágio: 12 meses em carvalho francês e americano - 13,5% Vol.

Tonalidade granada de boa concentração.
Nariz a mostrar boa intensidade com um aroma complexo de belo nível, a fruta vermelha e negra marca presença (alguma compota) envolvente e cativante, fumo, baunilha, tabaco, especiarias, ligeiro torrado, caramelo, chocolate, no final um toque floral a lembrar a esteva em final balsâmico a dar uma pitada de frescura ao vinho.
Boca com uma entrada muito elegante, com a fruta a marcar presença, muito fino e arredondado, o equilibrio é palavra de ordem neste vinho, com os taninos muito maduros e uma bela passagem pela boca, com a persistência final a ser alta num vinho altamente recomendável.

Este vinho da Niepoort que nos acompanha desde 2000 vê aqui em prova a colheita de 2003, com uvas provenientes da Quinta de Nápoles (de onde já tivemos um Niepoort Quinta de Nápoles que foi deixado de lado) e do Pinhão, resultante deste trabalho sairam 12.000 garrafas com um preço a rondar os 12€.

É um vinho que se pretende ser mais pronto a beber que os seus irmãos Redoma, Batuta e Charme mas sempre dentro de um perfil fino e harmonioso, aliado a uma qualidade bem conhecida dos vinhos desta casa.
17

4 comentários:

Nuno de Oliveira Garcia disse...

Ora aí está um Douro que gosto bastante!

Abraços,

N.

Copo de 3 disse...

E a mostrar que os vinhos do Douro não precisam de ser bombas de fruta e álcool...

frexou disse...

João, acho que o Vertente 2003 tem só 12 meses de estágio em barricas de Carvalho Francês( 228 litros) e são só 12.000 garrafas! não são 120.000!

Abraço

Copo de 3 disse...

Pois é, confirma-se o que dizes no site do produtor, as minhas fontes não tinham sido as melhores.

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.