Copo de 3: 8ª PROVA À QUINTA - Vinho e Sardinhas...

14 Junho 2007

8ª PROVA À QUINTA - Vinho e Sardinhas...

E cá estamos nós outra vez para um Prova à Quinta, desta vez é com os santos populares, o desafio vai sair dos normais moldes seguidos até hoje.
Assim sendo, o novo desafio e atendendo aos Santos Populares que se aproximam (Santo António está quase aí), será o de provar um vinho adequado para acompanhar uma boa sardinhada, explicando no final os motivos que levaram a escolher tal vinho.
Para atrapalhar o processo de escolha, o vinho em causa não pode ser um vinho entrada de gama... portanto os básicos estão fora...
Caros participantes, espero-vos dia 14 de Junho, com os relatos de boas sardinhadas e respectivos acompanhantes.

15 comentários:

Kroniketas disse...

Eu tenho um problema com este desafio, é que acho que qualquer vinho que não seja entrada de gama, com sardinhas é um desperdício. Aliás, qualquer sangria serve...
Por exemplo, qualquer um dos vinhos apresentados na última prova à 5ª seria mal empregado...

Copo de 3 disse...

Mas caro Kroniketas, vejo que encara as sardinhas com outros olhos, talvez não goste de sardinhas... e se fosse um pargo assado na grelha o vinho já podia ser melhor ?

Preconceitos à parte, porque não acompanhar com um Alvarinho, ou mesmo um Esporão Reserva ?? E podemos entrar nos vinhos tintos... se fosse fácil não era um desafio.

VinhoDaCasa disse...

Venham de lá os espumantes tintos, os bagas novinhos!

Kroniketas disse...

Alvarinho com sardinhas assadas? Nem pensar! Mais um desperdício. Pargo assado na grelha? Idem. Só se fosse no forno, mas esse já foi recentemente com um Pera Manca.

Copo de 3 disse...

Mas o desperdício é do Alvarinho ou das sardinhas ?

Sinceramente não vejo qual o problema com a questão deste Prova à Quinta...

Mas qual é o problema de umas boas sardinhas com um Alvarinho ? Não ligam bem ? Eu a pensar que a acidez do Alvarinho ligava bem com a gordura e sabor da sardinha, e obviamente que vou continuar a pensar assim.

José Moita disse...

Eu acho um desperdício é fazer juízos de valor sem conhecer os factos...

A boa sardinha, como diz o Ferran Adriá, é preferível a uma má lagosta...

E uns filetes de sardinha fritos com farinha de milho, ou mesmo umas sardinhas de escabeche feitas pelo José Avillez penso que ligam muito bem com vinhos brancos cheios de acidez, ou mesmo brancos com alguma corpo. Rieslings, Alvarinhos, Arintos...

goodoldays disse...

I'm tremendously keen on sardines, char grilled, and with it there's no better wine than a red pinheiro da cruz 03. Cheers.

casimiroloupa disse...

Sendo as sardinhas "obrigatórias" em Peniche e sendo eu próprio de Peniche, nada melhor do que acompanhá-las com um bom vinho da região como por exemplo um Quinta do Sanguinhal tinto. Aposto que não se arrependerão!

Kroniketas disse...

Acredito que umas sardinhas liguem bem com um Alvarinho, mas eu não o desperdiçaria dessa forma. O meu problema é que as sardinhas não ligam bem comigo...

Kroniketas disse...

Montebérin, Lambrusco di Modena Rosato

Este desafio proposto pelo Copo de 3 foi o mais difícil para mim até agora, simplesmente porque sardinhas fazem parte do meu cardápio uma ou duas vezes por ano, no máximo, e com alguma relutância.
Curiosamente, calhou no passado fim-de-semana prolongado estar no Algarve num encontro de amigos que se realiza todos os anos por esta altura, aproveitando um dos feriados, e um dos almoços acaba sempre por ser uma sardinhada. Então lá faço um pouco de sacrifício para comer 3 ou 4 sardinhas bem disfarçadas por muita salada de tomate.
E qual foi o vinho usado para a prova? No meio de algumas cervejas e dum verde sem rótulo que por lá apareceu, socorri-me de um rosé italiano que comprei na feira de vinhos do Jumbo em 2006: leve, aberto, aromático quanto baste, ligeiramente frisante, com grau alcoólico muito baixo e muita frescura, um vinho de verão que se mostrou adequado para a época e até ligou muito bem com as sardinhas, de tal forma que o conteúdo da garrafa desapareceu rapidamente. Curiosamente foram as senhoras presentes que mais depressa o consumiram, enquanto alguns dos homens se mantiveram na cerveja até ao fim.
E pronto, assim cumpri a dupla função duma só vez: comi a minha sardinhada anual e arranjei um vinho para esta Prova à Quinta. Só não cumpri um dos requisitos do desafio, que era não ser um vinho de entrada de gama. Tenho muita pena, mas foi o que se pôde arranjar.


Vinho: Monteberín, Lambrusco di Modena (frisante) (Rosé)
Região: Emilia Romagna (Itália)
Produtor: Monteberín - Modena
Grau alcoólico: 9%
Preço em feira de vinhos: 1,99 €
Nota (0 a 10): 7

Pedro Rafael Barata (Blog Os VINHOS) disse...

A minha escolha com sardinhas em termos de vinho são os rosés!

E na pole position estão o Lagoalva e o Eugénio de Almeida, bem como o novo Mateus Rosé Aragonez

Nuno de Oliveira Garcia disse...

Já vou tarde, bem sei...

Partilho com o Pedro o gosto pela combinação sardinhas e rosé. No meu caso, prefiro os rosados do Douro e, em especial, este que vos vou falar...

Quinta da Sequeira (R) 2006: Cor salmão profunda bem carregada, longe de tons abertos e pálidos. Nariz fechado e aromas surpreendentemente complexos a revelar que este rosé é coisa séria. Sólido e estruturado (tendo em conta que se trata de um vinho rosado), tem acidez mediana e final de boca seco com hamonia certeira entre frescura e doçura (ou seja, ao nosso gosto, mais acidez do que doçura). Talvez melhor do que o óptimo 2005, este é um rosé para brilhar à mesa... junto de umas sardinhas gordas.
16

NOG

Kroniketas disse...

E agora, alguém lança o próximo desafio, ou os desafios vão de férias?

Pedro Sousa P.T. disse...

Já estão a lançar o próximo desafio, e não acabam este? Calma,
um de cada vez.
Desculpem o atraso.
Adega Cooperativa de Pegôes Trincadeira 2004.
Eu, como grande apreciador de sardinhas, acho que este vinho faz o casamento perfeito com este prato de grandes tradições em Portugal.
No nariz frutos vermelhos silvestres, bem aromático e carregado.
Na boca, um vinho com carácter,e com personalidade, novo, cheio de força. Sabor a tabaco, torradas, e fruta vermelha, sente-se uma persença de compotas , e açucares misturado com caramelo, mas bem equilibrado. Não é um vinhão, mas combina perfeito com sardinhas, ou seja é subtil.
Aproximadamente 5€ no Jumbo Cascais, portanto a boa relação qualidade preço continua a estár presente nas minhas notas.
Futuramente quem fizer uma sardinhada com todos, pode optar por este vinho. Não vai ficar mal servido.

Jose Tomaz Mello Breyner disse...

Posso sugerir o Clarete da Quinta do Monte d'Oiro.

Um abc

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.