Copo de 3: Remelluri Reserva 1997

26 julho 2007

Remelluri Reserva 1997

É da Rioja (Espanha) que chega o próximo vinho em prova, mais propriamente de La Granja Nuestra Señora de Remelluri em Toloño (Labastida), que foi durante o séc. XIV mosteiro dos monges da ordem de São Jerónimo.
Em 1968, Jaime Rodríguez Salís recupera as vinhas e todo o edifício, reconvertendo o mosteiro na actual adega.
Consegue desde as primeiras colheitas, afirmar-se como uma referência na Rioja, sendo uma das primeiras adegas que vinifica exclusivamente as uvas da propriedade que rodeia a adega.
Actualmente tem uma superfície de 152 hectares dos quais 100 são vinha.

Remelluri Reserva 1997
Castas: 90% tempranillo, 5% garnacha, 5% graciano - Estágio: 24 meses de barrica - 13% Vol.

Tonalidade ruby escuro de concentração média com ligeiro rebordo laranja.
Nariz a mostrar um aroma um pouco caído no esquecimento, digamos que temos um aroma a que alguns chamam de Velho Mundo, um aroma clássico, fora de modas e de altas concentrações de fruta ou de madeira. Fino com a fruta negra e vermelha bem madura aliada a notas de boa e sedutora baunilha, licor e tabaco com especiaria e tosta. Pelo meio de tudo isto anda um aroma resinoso que faz de ligação a todos os outros aromas. O conjunto completa-se com um toque de caramelo de leite, derivado da Tempranillo em boa evolução, rematando num final com toque terroso, tudo em plena harmonia com a madeira, resultando um bouquet fino e elegante.
Boca a evidenciar uma estrutura média, muito polido no seu perfil, redondo e afinado. Consegue mostrar alguma frescura que acompanhar a fruta bem madura, com notas de tosta e algum vegetal seco. Final de persistência média com recordação especiada.

Um vinho que transpira classicismo, apesar dos 10 anos que leva de vida, talvez o seu percurso já tenha visto melhores dias, a acidez tenha estado mais viva, a fruta bem mais presente e não tenha perdido no que toca a corpo e complexidade. Ainda assim é uma agradável surpresa, num perfil de vinho que vai sendo pouco ou nada visto, fora de modas ou de tendências, ideal para acompanhar uma refeição na companhia de amigos... o preço ronda os 14 euros colheita após colheita, para o encontrar ou Espanha ou Corte Ingles.
16,5

1 comentário:

Chapim disse...

Em grande! Que todos os nossos envelhecessem assim.

Perfeito na mesa, perfeito para a amena cavaqueira. Não enjoa, mostra-se presente e tem um equilibrio invejável.

A companhia também ajudou....

Boas provas!

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.