Copo de 3: Esporão Reserva branco 2004

14 Janeiro 2008

Esporão Reserva branco 2004

É perto de Reguengos de Monsaraz que fica situada a Herdade do Esporão, um produtor que dispensa grandes apresentações face a uma posição de elevado e reconhecido prestígio junto dos consumidores.
O vinho escolhido é um Esporão Reserva branco da colheita de 2004, continuo a gostar mais dos vinhos deste produtor já com algum tempo de descanso na rolha, o que inclui também os Reserva na sua versão clara, pois sou da opinião que quando entram no mercado ainda se encontram algo nervosos. É uma questão de gostos, mas uma coisa é certa, está provado em mais que uma prova que estes brancos sabem evoluir bem em garrafa e que chegam a dar grandes alegrias a quem sabe e consegue esperar. Afinal de contas, a paciência é uma virtude.

Esporão Reserva branco 2004
Castas: Roupeiro, Arinto e Antão Vaz - Estágio: 6 meses barrica carvalho americano - 14% Vol.

Tonalidade amarelo dourado de média concentração
Nariz de média intensidade, boa complexidade a indicar que temos um vinho que mostra sinais de boa evolução na garrafa, fruta madura de apontamentos tropicais com alguma calda presente, sente-se ligeira untuosidade com frutos secos torrados e baunilha em segundo plano. O conjunto ainda está em forma, sente-se vigor e alguma frescura, talvez fosse mais enquanto jovem. No final apresenta um ligeiro apontamento a lembrar notas petroladas leves e que não chegam a incomodar.
Boca de entrada com ligeira frescura, bela espacialidade com estrutura muito bem delineada. Tudo muito aprumado, fruta tropical presente com toque de amanteigado, recorda ainda alguma pimenta branca com floral tímido. Final de persistência média onde tudo aparece em plena harmonia.

Como foi indicado, o vinho soube evoluir de maneira positiva, mostrou sinais de refinamento e acalmia, mais e melhor conjugação de aromas e complexidade fina e delicada. Perdeu um pouco da acidez que tinham enquanto jovem, mas ganhou com isso mais maturidade e mais discernimento naquilo que mostra durante toda a sua passagem pelo copo. Está num momento alto da sua forma não devendo ser descuidado o seu consumo para mais tarde. Outras colheitas provadas: 2001
16

Sem comentários:

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.