Copo de 3: Quinta dos Carvalhais Colheita Seleccionada 2005

02 Novembro 2009

Quinta dos Carvalhais Colheita Seleccionada 2005

O Quinta dos Carvalhais Colheita Seleccionada 2005 é produzido a partir de uma selecção de uvas das castas brancas Encruzado e Verdelho, oriundas exclusivamente da Quinta dos Carvalhais. As uvas das castas destinadas a este vinho foram recebidas na moderna adega da Quinta dos Carvalhais em pequenas caixas. Os mostos, devidamente protegidos da oxidação, foram sujeitos a decantação estática a baixa temperatura por um período de 24 horas, de modo a atingir o grau de limpidez desejado. Foram depois enviados para depósitos onde se adicionaram as leveduras selecionadas e se aguardou o arranque da fermentação. O mosto da casta Encruzado seguiu para barricas de carvalho novo, onde fermentou durante aproximadamente 20 dias a temperaturas que não ultrapassaram os 19º C. O verdelho, por sua vez, fermentou em depósito inox com temperatura controlada a 16º C. Parte do vinho que constitui este lote fermentou e estagiou cerca de 6 meses em meias pipas de carvalho francês novo, período durante o qual foi sujeito a frequentes operações de agitação das borras finas de modo a aumentar a sensação de volume e a complexar os aromas próprios da madeira. Após este período, os vinhos foram transferidos para barricas de carvalho usadas onde estagiaram mais cerca de 20 meses.

Quinta dos Carvalhais Colheita Seleccionada 2005
Castas: Encruzado e Verdelho - Estágio: Encruzado fermentou em barrica e Verdelho em inox, com estágio posterior de parte do vinho 6 meses barrica carvalho francês - 14% Vol.

Tonalidade amarelo palha com laivo dourado de mediana intensidade.

Nariz com aroma delicado de mediana complexidade, que varia entre aromas mais quentes e aromas mais frescos, mostrando logo de inicio um bom casamento entre a madeira e a fruta fresca (pêssego, abacaxi) e cozida (maçã, pêra), acompanhada de notas de açúcar queimado. Com aromas que lhe apontam uma leve oxidação, baunilha, flores brancas com frutos secos no fundo e ligeira mineralidade.

Boca com entrada harmoniosa, corpo mediano tal como a espacialidade, tudo isto com uma frescura bem ligada ao peso da fruta que surge nos mesmos apontamentos do nariz. Fruto seco a meio palato, alguma tosta, flores brancas e sensação de suave untuosidade, onde a barrica dá bom aconchego mas a acidez presente fala um pouquinho mais alto (não o suficiente para que se destaque por uma enorme frescura). Perde-se um pouco no final de boca, em final de persistência média/baixa.

Não gostei tanto deste 2005 como do "original" colheita seleccionada 2004. Achei este vinho menos complexo, um pouco mais fresco, directo e com uma boca que perde claramente para a primeira versão. Poderá precisar de um pouco mais de tempo em garrafa quem sabe. Enquanto o primeiro nasceu fruto de um acaso, foi "vendido" como tal, este parece-me que já foi uma tentativa de imitar o primeiro. O preço de compra em garrafeira deverá rondar os 16€. 16 - 90 pts

2 comentários:

Esmiuça os sufrágios disse...

Copo de 3 - "Leves apontamentos que lhe apontam..."

M. Ferreira Leite - "Basicamente na base..."

Um português um tanto ou quanto fora do normal...

Copo de 3 disse...

Querem lá ver que dou para político...

Um lapso que agradeço a chamada de atenção. Embora os apontamentos fossem de anotação, registo e o apontar de fazer pontaria a algo.

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.