Copo de 3: Blogs... a Identidade perdida.

12 Novembro 2010

Blogs... a Identidade perdida.

A perda de identidade é algo que acontece na sociedade moderna por n factores, um deles é o mimetismo levado a cabo por determinado número de elementos que a constituem. O gesto fácil para a imitação, aquele gesto de puto birrento que quer o que o menino do lado tem na mão... sim acontece com os adultos e os brinquedos passam a carros, casas, barcos, lcd, viagens e até vinho. O minar das nossas vidas pelas grandes marcas a nível mundial leva a que vamos comprar a roupa quase sempre aos mesmos sítios, etc etc... tudo isto se aplica ao vinho, quando falha a identidade falha tudo e o vinho torna-se um igual a tantos outros. Um vinho igual a tantos outros, é apenas isso, mais um vinho... por vezes os ditos podem ser mais ou menos caros mas no que a qualidade toca nada a acrescentar, o que ali está naquele momento poderia ter sido feito nos mais variados locais que ninguém nota a diferença. São esses vinhos que nos dias de hoje começam a perder o interesse, são esses vinhos que grande parte dos consumidores começa a achar desinteressantes procurando refugio na oferta que lhe garanta a tal diferença, identidade.
Nos blogs a coisa não anda muito diferente, nos dias de hoje há mais blogs de vinhos do que havia quando o Copo de 3 nasceu... basicamente naquela altura a pradaria não tinha ninguém, timidamente os colonos foram chegando e construindo as suas casas, umas mais fortes e robustas que outras, com o tempo alguns mudaram-se e outros sucumbiram, os que ficaram continuaram a ver chegar gente nova com sede de aventura... 
O que falha então nesta pequena aldeia é que, o que poderia distinguir uns dos outros começa a não acontecer e as falsas igualdades começam a surgir cada vez mais, a verdade é que copiar o modelo do vizinho é sempre algo mais rápido do que puxar pela própria cabecinha, deixando de lado a criação de algo genuíno e que poderia garantir interesse e consequentes visitas para si e para o resto da comunidade. Nos dias de hoje começo a ver grande parte da dita "aldeia" tudo muito igual, até na absurda replicação de provas dos mesmos vinhos cuja postagem surge ao mesmo tempo num lado e noutro, coisa que satura os olhos de quem passa certamente... não será altura de se parar para pensar que é na diferença que está a grande mais valia dos blogs ? 
Um blog de vinhos nunca deve ser pensado como uma maneira fácil de se conseguirem umas garrafas de borla só porque a Maria lá de casa não deixa comprar vinho... quem pensa assim nunca irá longe... um blog de vinhos é muito mais que isso, é preciso saber viver o vinho e ao mesmo tempo ser e gostar de ser blogger, uma maneira de estar muito própria porque não podemos esquecer que é o que o blog mostra é o espelho de quem o faz e basta olhar para outras realidades que não a nossa, para vermos que por cá anda tudo muito desleixado, talvez seja tempo de mudar... mas acima de tudo que não se perca a identidade. Eu cá continuarei, sentado na minha cadeira de baloiço, a ver mais uns quantos a sucumbir, outros a partir e mais uns quantos novos a chegar... 

12 comentários:

Rui Lourenço Pereira disse...

João,

O AMB vai a caminho do 4 ano e no mesmo estilo que quis sempre. Nem mais nem menos. Por vezes sinto vontade de o completar mais mas nunca foi esse o meu objectivo. Aquilo que sempre quis foi transmitir aquilo que o vinho me diz em termos de prova. Para mais delongas outros existem. Mas revejo alguns pontos que focas. A caravana passa mas......

Pingus Vinicus disse...

Ando alertar para essa situação faz algum tempo, mas ninguém me têm ouvido, muito menos escutado. Acham que tenho a mania das diferenças.

No meu último post - http://pingasnocopo.blogspot.com/2010/11/coitado-do-consumidor.html - que apesar de parecer exotérico, ao meu estilo, alerto para o facto de "estarmos" a ser usados como carne para canhão em prol de um de "vários sistemas". Não estou para "pegar em armas" para defender um dos lados, porque no final tudo fica igual.

É pela individualidade, como refiro, que se conseguirá alguma coisa, é pela diferenciação e não pela réplica sistemática de valores, de actos, pela sofreguidão de chegar a algum lado.

Hugo Mendes disse...

Continuo a concordar com o Pingus! Individualidade!
As cópias? João! Há por essas televisões fora um anúncio muito catita sobre esse assunto!
Acima de tudo genuinidade! Se te forçares seres quem não és, fazeres o que não tens aptidão para fazer… nunca o farás bem!
No mais, acho que podemos aprender encontrar formas de levar a água ao nosso moinho! Basta estar um pouco atento aos que nos rodeia e estudar algumas coisas…

João de Carvalho disse...

Concordo contigo Hugo, agendamos o nosso encontro que começa a fazer falta e bastante sentido.

Abraço

j... disse...

meta.bloggin'

também aqui?
wee! ^^

rlp, lembro-me de certa sucessão de banyuls no teu amb... oh fooq, salivei.

pingus, réplica implica diluição: assim se defende a natureza.

mas bom, bom mesmo, é ver-vos a todos em actividade - digo-o sem veneno.

João de Carvalho disse...

J...Boy

A não esquecer que sem actividade não haveria procriação hehe

j... disse...

jp: amemo-nos, mas noutro sentido!

(medo)

Pedro Sousa P.T. disse...

Numa coisa é útil que os blogs repitam os mesmos vinhos, é que assim posso sempre usar como termo de comparaçaõ, e tiro as minhas elações. Estilo isto: Ah!, este "gajo" disse isto, então deixa-me ver o que o outro disse. Isto tudo não querendo ferir susceptibilidades.


Abraço

francisco cunha disse...

De acordo com o texto do João P. Carvalho. Assino por baixo.
Enófilo Militante

Adega dos Leigos disse...

Então combinemos lá esse encontro.

Jose Tomaz Mello Breyner disse...

Caro João Pedro
Penso que fui das primeiras pessoas a ler-te aqui no copo. Lembro-me como se fosse hoje quando mo mostraste no messenger e eu coloquei o link nos 5 as 8. Depois começaram a surgir outros projectos uns com qualidade ( tipo Pingas no copo e outros conforme dizes são mais do mesmo e não trazem valor acrescentados à blogosfera. Continuo a acompanhar este e o pingas no copo diáriamente e outros mais ocasionalmente. Impressionante sim é ver a tua evolução.
Abraço
Zé Tomaz

Jose Tomaz Mello Breyner disse...

Foi no dia 9 de Janeiro de 2005 que anunciei nos 5 as 8 o aparecimento deste blogue

http://novacritica-vinho.com/forum/viewtopic.php?p=20476&highlight=#20476

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.