Copo de 3: Ramos Pinto Collection 2008

21 Janeiro 2011

Ramos Pinto Collection 2008

Na Ramos Pinto lançou-se o novo Collection 2008, escolheram-se as uvas da Quinta do Bom Retiro (Cima Corgo) e as da Quinta da Ervamoira (Douro Superior), as primeiras vão-lhe dar complexidade, elegância e finesse, as segundas trazem-lhe vivacidade, nervo e concentração. Assim seja, o ano até foi atipicamente fresco e as suaves temperaturas do Verão permitiram uma maturação lenta, proporcionando vinhos com boa acidez e grande frescura aromática. Deu-se um tratamento de inox e lagar de granito, seguido de tonéis de carvalho francês durante a fermentação maloláctica, 75% ficou no tonel e o restante foi dar uma volta nos cascos de 2º e 3º ano durante 18 meses.
A "Tentação de Santo Antão" foi a obra escolhida para adornar a garrafa, resultado de um poster encomendado em 1907 ao célebre desenhador Milanês, Leopoldo Metlicovitz. As castas escolhidas foram Touriga Nacional (30%), Touriga Franca (30%) e outras (40%).

O nariz mostra um vinho sedutor, elegante, com a fruta do bosque a surgir em primeiro plano, madura, fresca com leve toque doce sem molestar. Barrica muito bem, ampara o conjunto, fumo, tabaco, café fresco, sente-se algo cerrado, fundo cheiroso e a ajudar a boa complexidade (mato e flores), num todo envolvente e convincente.

Boca de entrada fresca, corpo médio/encorpado de boa largueza e profundidade, fruta madura e travo vegetal, toque da madeira a fazer com que tudo melhor e corra pelo melhor, e escorre tão bem... o vinho dá bastante prazer, tem alguma secura num final de boa persistência, mas é sinal que o tempo cuidará bem dele, agora bebe-se lindamente com um pernil de borrego no forno.

É vinho fácil de gostar e muito bem feito, 14% Vol. num todo algo moderno mas que não mostra vontade de querer fugir ao seu Douro. Este é um produtor que dá cartas faz muitos anos, os seus vinhos sempre foram espelho do que melhor se faz pelo Douro, outros entretêm-se a desvirtuar por completo uma região que tem tanto para dar desde que se respeite a sua identidade. Nesta Collection nota-se uma viragem para um vinho mais comercial, mais imediato e direi até um pouco mais internacional. O preço faz dele uma verdadeira tentação... abaixo dos 10€ 16,5 - 91 pts

2 comentários:

Pedro Sousa P.T. disse...

Comprei estes vinhos na Garrafeira Nacional o ano passado, mas o 05, o 06, e o 07 tudo abaixo dos 10€. Deparo-me com estes mesmos vinhos no Jumbo e Continente, entre os 16€ e os 18€, engraçado, não? Gostei muito deles todos, mas o 07 pareceu-me um pouco melhor. O 08, ainda não comprei, mas faço questão.


Abraço!

ps: Estes vinhos constam da listinha que te mandei.

João de Carvalho disse...

Não entendo a diferença dos preços, sim o preço da Garrafeira Nacional é de facto do melhor que se pode encontrar.

Quando publiquei, lembrei-me da tua lista ;)

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.