Copo de 3: Deixei de ser Blogger...

12 Junho 2012

Deixei de ser Blogger...

O assunto é bem actual e causador de longas conversas, ao mesmo tempo sério, dá que pensar mas é uma afirmação carregada de verdade que todos nós devemos pensar, repensar e assumir... o "eu" individuo enquanto Blogger deixou de fazer sentido. Porque razão digo isto tendo eu próprio um blog ? Porque assumir-me enquanto Blogger é algo que está fora de uma suposta "moda" ou contexto criado vai para uma década no mundo do vinho, pura e simplesmente deixou de fazer sentido. Nesta nova era moderna do chamado 2.0 ou 3.0 tudo se insere e gira dentro de um mundo plural, cheio de ferramentas pensadas e forjadas após o boom  da criação do universo "social media", os blogs que até determinada altura eram a única ferramenta tornaram-se apenas mais uma, se bem que talvez a que maior peso ainda tem, o quadro ao lado exemplifica o que quero dizer. Tudo isto surge porque um dos pioneiros nestas andanças dos blogs, Jamie Goode, escreveu recentemente aquele que foi o mote com o qual estou plenamente em parte (blogging´s not dead) de acordo e que me levou a escrevinhar este pequeno artigo, dizia ele que:

" Blogging is dead! People now realise that a blog is just one of many communication tools. I blog, but I'm not a 'blogger'. " Jamie Goode

Por cá, Portugal, eu e mais um punhado de eno-carolas fomos os primeiros a surgir como Bloggers da causa vínica, também nesse tempo se conviveu com o sentimento de um desbravar pioneiro dessa coisa estranha do ser encarado como Blogger, afinal de contas não havia mais nada que de forma completamente livre permitisse transmitir opinião sem ser o modelo denominado blog. Hoje em dia a realidade é bem distinta com Facebook, Twitter e tantas outras opções, relembro por exemplo a plataforma Adegga, o poder de comunicação aumentou a facilidade que temos em transmitir uma ideia ou uma opinião, essa facilidade multiplica-se pelo número de ferramentas que temos à disposição sendo o blog um desses exemplos. De resto cabe a cada um optimizar e rentabilizar o melhor possível cada uma delas tendo em conta as suas necessidades. Indo ao encontro do que foi dito, entendo perfeitamente quando se diz, eu blogo mas deixei de ser Blogger, na essência continuarei a ser blogger mas não Blogger... A história diz que um maluquinho a determinada altura decidiu criar uma coisa rocambolesca chamada blog de vinhos... coisa que naquela altura os "supras" até acharam alguma graça mas com a proliferação descontrolada da espécie se tornou rapidamente em coisa "chata"... a natural evolução das coisas tornou o conceito do ser blogger em algo pré histórico, a espécie evoluiu com uma selecção natural a que todos pudemos assistir durante estes anos... hoje em dia o nome será certamente outro, talvez eno-comunicador ou winewriter ou até como alguns produtores de vinho já apelidaram, a Escrita especializada (não confundir com crítica especializada). No que a mim me toca, gosto de escrever sobre vinhos, gosto de os provar e de formular um texto à volta de um copo de vinho e difundir esse mesmo texto de opinião pelas várias ferramentas que tenho à minha disposição, o blog é apenas mais uma delas, a era do social média veio para ficar.

PS: Aos que leram e esfregaram as mãos de contentes, aos que esbugalharam os olhos, aos que pensaram que o mundo ia acabar, aviso que o Copo de 3 só vai secar/acabar quando não tiver vinho para provar...

3 comentários:

Hugo Mendes disse...

T.U. D.E.V.E.S. E.S.T.A.R. A. B.R.I.N.C.A.R.

Carlos Janeiro disse...

Pertinente. O meu comentário e resposta em http://comerbeberlazer.blogspot.pt/2012/06/blogger-ser-ou-nao-ser-eis-questao.html

João Pedro Carvalho disse...

O título provoca eu sei, na realidade a tua opinião encaixa na minha na sua grande maioria.

O chamado Blogger era quem apenas utilizava a dita ferramenta, hoje em dia a coisa evoluiu, já não se é apenas dependente de uma só ferramenta, o nome de antes hoje deixa de ter sentido.

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.