Copo de 3: Domingos Soares Franco Colecção Privada Moscatel Roxo Rosé 2011

10 Agosto 2012

Domingos Soares Franco Colecção Privada Moscatel Roxo Rosé 2011

Este é certamente o mais sofisticado e exclusivo vinho rosé feito em Portugal, a cagança com que rodopia no copo debitando aromas de Moscatel Roxo fazem com que o vinho produzido pela José Maria da Fonseca se torne lascivo desde o primeiro instante. De graduação contida a rondar os 12% Vol. o vinho mostra-se fresco com uma fina mas rendilhada complexidade, os aromas da casta mostram-se de forma ordeira num todo equilibrado, harmonioso, delicado e fresco. Dá uma boa prova conseguindo balancear leve docinho com ponta de secura, mediano no corpo, fruta e flores, sem exageros é delicado mas com boa presença. O preço entende-se face à exclusividade que obviamente se tem de pagar, ronda os 10€ cada garrafa. Se na anterior colheita não me tinha dito grande coisa, nesta nova versão deixou-me satisfeito. Foi bebido em ambiente festivo como abertura de uma noite fantástica... 

3 comentários:

João disse...

é um bom vinho. eu gosto, apesar da especificidade que acho que este vinho apresenta. mas, o dia de ontem estava de facto convidativo a uma pinga deste tipo.
já o bebi e não sei qual o ano.
sou louco por moscateis, e o roxo então nem se fala.
ontem bebi o qt de carvalhais encruzado que já aqui falou e adorei.

sigo o seu blog há umas semanas e permita-me fazer uma nota, não querendo ser desagradável e admitindo antemão a minha ignorãncia face a vinhos: não refere nas notas de prova a temperatura dos vinhos e esse elemento, atrevo-me a dizer, faz muita diferença.

João Pedro Carvalho disse...

Boa tarde, seja bem vindo. Faz muito bem em apontar aquilo que não lhe agrada, é com base em opiniões como a sua que se pode melhorar.

No entanto se reparar ali mesmo ao lado tenho um artigo sobre a Temperatura de Serviço, que basicamente serve de regra para todos os vinhos que provo no Copo de 3.

http://copod3.blogspot.pt/2005/08/uma-questo-de-temperatura.html

Cumprimentos
João de Carvalho

João disse...

João,
não tinha reparado. Obrigado pela nota.
Eu até tenho um frigorífico para vinho, com capacidade para cerca de 9 vinhos tintos e 6 brancos -zonas independentes-, mas confesso que não o uso por ter sempre pouco "stock" e beber pouco.

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.