Copo de 3: Quinta de Linhares... os meus Verdes de Verão.

07 setembro 2012

Quinta de Linhares... os meus Verdes de Verão.

 Se nunca ouviu falar em Quinta de Linhares (Vinhos Verdes) não sabe o que anda a perder, foi para mim sem sombra de dúvida a surpresa e revelação mais fresca deste Verão. Primeiro estranhamos, rótulos diferentes do que estamos acostumados a ver e a ouvir falar, por ali moram nomes que raramente nos batem no copo a solo, Azal ou Avesso são exemplo. O receio que nos apareça no copo mutantes travestidos de monos com tamanha acidez capaz de derreter o melhor cristal soprado começa a percorrer a nossa mente, felizmente não passa de uma ideia rocambolesca pois os vinhos mal entram no copo mostram todo o seu esplendor com  frescura, limpeza e mineralidade... sim, daquela que não parece um amontoado de pedras sujas e sem gracinha nenhuma. O preço aqui torna-se também ele um aliciante, rondará os 5€ ou algo menos por cada exemplar, poderei estar ligeiramente errado mas penso que não devem fugir muito disto. Caramba gostei mesmo... 
Quinta de Linhares Loureiro 2011
Pelo primeiro impacto mostra ser um loureiro pacato, apesar de ligeiro e delicado é ultra compacto e fresco, de todos claramente o que menos se mostra e menos exuberância tem. Reinam as sensações citrinas com toque vegetal característico do Loureiro, boa secura em boca com final algo curto. 87pts

Quinta de Linhares Azal 2011
Não é dos que mais fruta mostra, a casta talvez não dê para mais, a que tem é da boa com toques de toranja, lima, todo ele muito mais virado para o toque herbáceo e mineralidade. Vinho fresco e bastante agradável, entra a saber a fruta, quiçá com toque de algum doce da mesma, depois vira-se para o vegetal e mineral até ao final, onde uma secura que pede comida por perto impera. 90pts

Quinta de Linhares Avesso 2011
Gostei da maneira como os aromas (de boa expressão) de fruta tropical se misturam com a secura e austeridade mineral, pelo meio ligeiro floral que resulta num vinho fresco e com alguma amplitude, este em conjunto com o Colheita Seleccionada foram os que mais gostei, ambos emparelharam com a bicheza do mar, salteada, grelhada ou acondicionada no tacho e nunca se deram por vencidos. Mais houvesse na mesa e no copo... 91pts

Quinta de Linhares Colheita Seleccionada 2011
Por razões óbvias do lote é o que se mostra mais complexo e também mais vinho, mais sério e composto. A frescura de boca torna-o bastante apetecível, tudo muito limpo e arrumado, bem detalhado e a limitar-se apenas ao que as castas têm de melhor para oferecer. Talvez por isso consigamos diferenciar e bem todos os 4 sem que a paleta de aromas seja igual de um para outro. 91pts

3 comentários:

FaceWine disse...

Muito boa tarde,

foi lançado ontem a primeira página no Facebook dedicada exclusivamente à publicação de noticiário sobre vinhos e todas as provas que nele estarão envolvidas, por exemplo, as provas que se executam aqui no seu site.

Queria apenas pedir o favor que visita-se a página FaceWine e curti-se e propaga-se se possível.

https://www.facebook.com/pages/FaceWine/483932761617031

Esta página certamente será de grande ajuda para quem quer saber das ultimas novidades sem ter de navegar pela Internet horas a fio.

Se puder fazer um pequeno post dedicado a esta página agradecemos imenso a colaboração.

obrigado

Equipa Facewine

Jorge Nunes disse...

Viva João,

E onde poderei encontrar estes vinhos?

Cumprimentos e continuação de bom trabalho,

Jorge

João Pedro Carvalho disse...

El Corte Ingles...

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.