Copo de 3: Alion 2003

14 dezembro 2012

Alion 2003

Foi bebido com enorme prazer por um pequeno grupo de amigos, em noite grande este foi um dos que ajudou a abrilhantar a festa. Para os mais distraídos este vinho é pertença do grupo Vega Sicilia, que decidiram vai para largos anos produzir um vinho mais moderno mas de inegável qualidade, mais acessível e que proporcionasse bastante prazer ao consumidor. Nasceu assim o Alion nas Bodegas Alion, também ele filho da Ribera del Duero, proveniente de vinhedo 100% Tempranillo com idades compreendidas entre os 25/30 anos. Passou 13 meses em barrica e o restante estágio em garrafa, vinho sumptuoso e de enorme classe. Gosto de vinhos com esta pureza de aromas, onde se sente a fruta de forma limpa, sem nada em cima ou ao lado, está ali e pronto, depois venha o resto com muita harmonia e boa presença. Aqui é isto que temos, a fruta, framboesa, cereja, coisas boas, com acidez presente que se acopla ao refinado bouquet, café expresso bem cremoso, leve ponta vegetal a recordar chá preto, cacau e algum regaliz no fundo. Dá gosto rodopiar no copo e voltar a cheirar, todo ele muito detalhado e refinado, refinado bouquet com a entrada de boca a mostrar-se amplo e frutado, a ocupar todo o espaço, todo o palato preenchido por um vinho que dá um gozo tremendo a beber. Sente-se que tem presença, mas ao mesmo tempo é sedoso e fresco, sumarento e guloso... um deleite para os sentidos. Final longo e persistente. Ainda sou do tempo em que se comprava com alguma facilidade na casa dos 35€... hoje em dia a procura aumentou e o vinho passou para a casa dos 45€. Resultado da fama aliada a uma invejável consistência, colheita após colheita, porque este... é dos que duram. 95 pts

5 comentários:

Anónimo disse...

E são 300 000 garrafas de produção por ano..
É obra!
C
JF

Anónimo disse...

Resta-me uma Alion de 1996... ainda estará bom?

João Pedro Carvalho disse...

Nem se questione... abra para acompanhar com um arroz de pato no forno, e irá notar que está belíssimo.

Anónimo disse...

João, gostaria de mais alguns conselhos sobre vinhos espanhóis:

- Entre Muga Prado Enea Gran Reserva 2005 e Viña Real Gran Reserva 2007, qual você diria que tem estilo mais clássico e elegante?

- Estou espantado em ver como a C.V.N.E. está lançando seus vinhos cada vez mais rápido...Há quem diga que eles estão mudando de direção, adotando um estilo mais moderno. Você acha que o Viña Real Gran Reserva 2007 pode ser bem apreciado já?

- Na Espanha já saiu o Tondonia Tinto Reserva 2002. Já chegou a provar algum desta safra?

Abraço e obrigado!
Rubão

Anónimo disse...

Caro João,

Ainda que neste blog predominem os vinhos portugueses, venho aqui tirar mais dúvidas sobre os seus "hermanos".

1) O que tem a dizer sobre a região de Toro?
a)Tem algum (uns) favorito (s)?
b)Sempre leio boas resenhas a respeito dos Numanthia, já provou algum?

2) E sobre a Ribera del Duero: Abadia Retuerta, Pago de los Capellanes, Pago de Carraovejas, Alión, Aalto, Finca Villacreces...Alguma preferência entre estes? Ou outra sugestão?

Obrigado mais uma vez!
Rubão

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.