Copo de 3: Grandes Quintas Reserva 2009

04 Dezembro 2012

Grandes Quintas Reserva 2009

A Casa d´Arrochella é nos dias de hoje um dos produtores do Douro cujos vinhos faço questão de ter por perto. Gosto da apresentação, gosto do preço praticado em toda a gama e acima de tudo o que encontro dentro da garrafa dá-me bastante prazer à mesa. O vinho que agora falo é o topo de gama, o Grandes Quintas Reserva do ano 2009, vinho que é produzido a partir de mais de 80% de vinhas velhas e cujo preço ronda os 15€, numa produção total que rondou as dez mil unidades, da responsabilidade do enólogo Luís Soares Duarte. Gosto da maneira como se combina a austeridade e imponência do Douro com o toque de leve modernidade, sempre com a frescura em grande plano. Este é um vinho cheio de coisas boas, fruta bem delineada, limpa e airosa, a madeira muito bem trabalhada e em grande sintonia, muito apelativo na sua complexidade, nos toques de esteva e especiarias. Na boca é todo ele elegante, fresco, balsâmico tal como no nariz, tabaco, leve tosta, taninos finos com leve presença no final. Tudo muito bem estruturado, capaz de aguentar mais uns anos em garrafa onde irá refinar o apelativo bouquet que agora apresenta. Pede pratos bem temperados, com alguma gordura que combine com a boa acidez que o vinho tem, é vinho que ganha com algum tempo de copo, decantar meia hora antes de servir será sempre uma boa opção. 92 pts

7 comentários:

Tintas disse...

Boa tarde João. Estou à procura de uma cave climatizada e vi num post seu que adquiriu uma samsung no ano passado. Queria saber se está satisfeito, seja no caso de conservação do vinho e do consumo energético da mesma. Já agora eu estava inclinado para a samsung RW52DASS. Obrigado

João Pedro Carvalho disse...

Olá

Sobre a cave climatizada estou bastante satisfeito, no que a conservação de vinho diz respeito até aos dias de hoje não tive razões de queixa, o mesmo poderei dizer quanto ao consumo que não se dá por ele na factura ao final do mês. Sobre o modelo que menciona, não conheço, mas tendo em conta a marca e pelo que tenho em casa penso ser uma optima opção.

Tintas disse...

Obrigado João. Desculpe a maçada, mas em que temperatura tem normalmente a sua cave de vinhos?

João Pedro Carvalho disse...

Nos 12ºC

Tintas disse...

Pois, era dentro desses valores que pensava. Já agora, quando pretende abrir uma garrafa, falo basicamente de tintos, sobe a temperatura da cave, ou tem outro sistema para arrefecer?

João Pedro Carvalho disse...

Uma vez que para todos os tintos a temperatura de serviço é igual ou superior aos 12ºC , apenas tenho de abrir e servir ou deixar que suba naturalmente dentro do copo ou mesmo no decanter.

No caso de outro tipos de vinhos, mesmo que guardados na cave climatizada, um bocadinho no frigorífico na zona das garrafas chega perfeitamente.

Tintas disse...

Obrigadissimo João, um abraço e continue com este blog extraordinário

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.