Copo de 3: Altas Quintas Reserva-do 2005

16 maio 2013

Altas Quintas Reserva-do 2005

foto autor desconhecido
Directamente de Portalegre, faz parte do lote dos últimos grandes vinhos que bebi recentemente oriundos do Alentejo, curiosamente o produtor anda literalmente "desaparecido" em combate, deixou de se ouvir falar, deixaram de se saber novidades ou lançamentos nos últimos tempos. Recentemente em conversa, apurei que está para breve um novo lançamento, ainda bem, aguardemos pois.
Depois do lançamento do topo de gama da casa, o Obsessão 2004, este 2005 foi feito a pensar como seu sucessor, mas achou-se que a qualidade não atingia o ponto pretendido e teria de ficar rotulado como o Reserva-do dito cujo.

Juntaram-se pois as alentejanas Trincadeira e Alicante Bouschet, resultado estrondoso num vinho de enorme equilíbrio entre componentes. A madeira de origem francesa onde nadou durante 24 meses já se acomodou, a complexidade debita aromas bem desenvolvidos, limpos e sem grandes amontoados, é possível perceber o que por ali se passa, isto é o que distingue os vinhos de grande nível dos restante, alinhando-se tudo com muito bom detalhe.
Tanto no nariz como na boca desdobra-se e alonga-se durante toda a prova, cheio de coisas boas complementado por uma frescura e elegância que não cansa e convida sempre a mais um copo. Fresco e sedoso, de cantos arredondados mas com vigor na alma, palato marcado por muita coisa boa, com fruta negra, limpa, fresca e sumarenta, balsâmico em fundo, licor de cassis, especiarias, ervas aromáticas, cacau, baunilha, tanta coisa boa...

Um vinho que mostra a razão pela qual Portalegre é berço natural para grandes vinhos em Portugal, com uma acidez e detalhe na fruta que neste tal como noutros grandes vinhos da região se destaca ao mais alto nível. O preço aqui aproxima-se facilmente dos 30€, que não sendo barato justifica-se plenamente pela satisfação que proporciona. 94 pts

1 comentário:

Flavio Henrique disse...

Caro João Pedro,
Achei um destes em oferta aqui no Brasil. Você acha que ele ainda aguenta guarda? Ou é para beber já?
Abraços,
Flavio

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.