Copo de 3: Agosto 2016

10 agosto 2016

Rosé Vulcânico 2015


Vai já na segunda edição este rosé criado pela Azores Wine Company, que se mostra a meu ver mais afinado e sem tantas pontas soltas. Mantém a mesma linha de grande frescura, contenção aromática com fruta vermelha em plano discreta, num conjunto dominado por alguma austeridade, num perfil seco e cheio de nervo. Marca o palato pela fruta bem delineada, que no imediato se deixa dominar pela austeridade mineral que tem no fundo, o preço por garrafa ronda os 12€ e é um grande companheiro de comida oriental. 89 pts

Arinto dos Açores “Sur Lies” 2014

Dono de uma invejável frescura, compacto apesar da acidez que tem acentuar as notas citrinas que se fundem com o travo salino em conjunto com a ligeira untuosidade/corpo que as borras lhe deram. Na boca é uma festa para os sentidos, conjunto que brinca com o palato em vagas de sabores que se misturam entre o travo mais frutado e o ligeiro salgado e seco de fundo.Com preço a rondar os 21€, a produção é curta, é um vinho literalmente feito no meio do Oceano e como tal é com "bichos" do mar que brilhará à mesa. 92 pts

08 agosto 2016

Marquês de Borba Espumante Rosé 2013

Foi recente o lançamento desta nova versão da reconhecida marca de vinho Alentejano criado pelo produtor João Portugal Ramos (Estremoz). Desta vez o Marquês de Borba surge em modo Espumante Rosé da colheita 2013, com preço a rondar os 12€ por garrafa, o vinho resulta do lote de Touriga Nacional, Aragonês e Pinot Noir, mostrando-se bem acima da média e a dar muito boa conta de si. A bolha é fina tal como os aromas que despontam delicados e envoltos em boa frescura, no fundo ligeira sensação de biscoito. Muito equilibrado na boca, sem sabores muito vincados prima pela delicadeza num conjunto bem fresco e a mostrar elegância. 91 pts

Colecção Privada Domingos Soares Franco Sauvignon Blanc 2015


Nem sempre é garantido que cada vindima permita que determinado vinho saia para o mercado, como é o caso desta Colecção Privada de Domingos Soares Franco (JMF). Na verdade foi com a benesse de 2015 que foi possível lançar novamente este vinho. À casta Sauvignon Blanc juntou-se um cheirinho de Verdejo, cerca de 15%, do qual resultou um branco com preço a rondar os 10€ que mostra um aroma com a fruta madura, realça a manga e um mais distanciado maracujá com notas de vegetal fresco a lembrar relva cortada. No palato um conjunto de corpo mediano amparado por uma boa frescura de fundo. 89 pts
 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.