Copo de 3: Caves São João
Mostrar mensagens com a etiqueta Caves São João. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Caves São João. Mostrar todas as mensagens

06 Novembro 2013

Quinta do Poço do Lobo Bruto 2008

Fruto de uma recente visita às Caves São João (Bairrada), tive oportunidade de conhecer este espumante, Quinta do Poço do Lobo 2008, um Bruto elaborado em partes iguais de Arinto/Chardonnay. Já aqui tinha falado acerca do Caves São João Reserva, a diferença começa neste que agora falo pela entrada da casta Chardonnay em troca pela Bical e Maria Gomes com o estágio em garrafa, sobre borras, neste caso a ser de 36 meses. O resultado é um espumante elegante e fresco, marcado por citrinos bem maduros, frescura com mousse fina  envolta em toques de fermento, pão torrado. Conjunto com alguma evolução no bom sentido, aconchega mais durante a sua prova, todo ele bem balanceado e a proporcionar bastante prazer à mesa. 91 pts

09 Janeiro 2013

Caves São João Reserva Bruto 2007 e 2008

O vinho espumante é cada vez mais um costumeiro da minha garrafeira, direi mais, um inquilino do meu frigorífico na secção que o próprio tem destinada aos vinhos. Ao melhor estilo rapper, com muito bling bling, tenho sempre uma garrafita pronta a abrir, as escolhas são Espumantes nacionais e alguns Cava (Espanha) com um target de preço a rondar os 5€. Vejo neles a capacidade de serem vinhos descontraídos e divertidos que nos fazem cócegas no nariz, saltitam no palato e são sempre consumidos bem frescos, a ligação à mesa é feita em modo tranquilo, quase sempre para inicio de refeição ou até para acompanhar uma entrada. Quando a escolha não agrada não há grande preocupação porque umas codornizes regadas com espumante ficam de estalo. Já me esquecia, a escolha recai sempre no modo Bruto.
Recentemente bebi dois espumantes das históricas Caves São João, o Reserva Bruto 2007 e o Reserva Bruto 2008, cada um custou menos de 5€ em grande superfície comercial.

Enquanto o Caves São João Reserva Bruto 2007 se mostrou com grande classe, já a evidenciar sinais de nobre evolução tão características do grandes brancos da Bairrada. Foi um deleite para todos os presentes, a evolução que debita no copo aguça a atenção, uma belíssima acidez com fruta entre o maduro e a geleia, boa envolvência na boca, algo de cremosidade, secura, leve fruto seco, grande persistência. Pelo preço foi uma excelente compra, pena que fosse filha única naquela prateleira. 92 pts

A prova do Caves São João Reserva Bruto 2008 foi ligeiramente diferente, o vinho não se mostrou tão aguerrido como na colheita anterior, alguma falta de força e de nervo, mais espaçado e com menos detalhe nos aromas e sabores que apresentava. Ainda assim boas notas de flor de laranjeira com citrinos. A acidez continua bem presente, um pouco mais contido na boca, mais coeso e menos falador. Depois da prova do 2007 a fasquia ficou alta, aqui neste caso o vinho continua a ser muito bom. 90 pts
 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.