Copo de 3: Altas Quintas Reserva 2004

15 abril 2007

Altas Quintas Reserva 2004

Aproveitando a embalagem dos vinhos Alentejanos provenientes de vinhas em altitude, convém destacar melhor aquele que foi considerado pela Revista de Vinhos o Produtor Revelação do Ano. Falo como é óbvio do produtor Altas Quintas, um projecto recente com a sua localização no Parque Natural da Serra de São Mamede, bem perto de Portalegre, com duas quintas situadas a uma altitude que varia entre os 496 e o 770 metros, com um total de 256 hectares onde apenas 48 são de vinha (22 em produção). Se a entrada foi cheia de força por parte do Altas Quintas 2004, a recepção ao novo vinho deste produtor não podia ser melhor, falo do Altas Quintas Reserva 2004.
Um vinho que foi buscar as melhores uvas de 2004, aquelas uvas mais concentradas, e com elas fez este vinho, que teve uma longa maceração que durou 4 meses, extraindo assim toda a alma da uva.

Altas Quintas Reserva 2004
Castas: Aragonez, Trincadeira e Alicante Bouschet - Estágio: 12 meses em barricas novas de carvalho francês e americano - 14,5% Vol.

Tonalidade granada escuro com concentração média/alta.
Nariz a indicar um vinho de bela complexidade, muita fruta (amoras, ameixa, cereja)madura com grande qualidade, compotas presentes em harmonia com lado fresco e floral. A integração da madeira no conjunto está de grande qualidade, grande equilíbrio, notas de baunilha, chocolate preto, tabaco ligeiro com torrado de bom nível e café, tudo isto muito harmonioso e envolvente com toque fumado em fundo. Num segundo plano surgem notas balsâmicas de bom nível, que dão um ar fresco em boa sintonia com as notas especiadas (pimenta, cravinho) presentes.
Boca com uma belíssima entrada, grande harmonia de conjunto, redondo e envolvente com fruta bem presente com compotas, a frescura ainda que controlada está presente durante a passagem de boca, balanceada com notas de especiaria, baunilha e balsâmicos de fundo. No final mostra alguma secura vegetal, nada de mais, com um toque de chocolate preto, fim de boca de persistência alta.

Um vinho de grande qualidade, joga muito bem com a fruta e a madeira, grande afinação de conjunto que ainda vai durar uns bons anos.
Foram feitas 6.600 garrafas, com preço indicado a rondar os 30€, que face à qualidade apresentada está muito mais em conta que o Altas Quintas 2004.
17,5

2 comentários:

Paralaxe disse...

Este Blog está listado no

Directório Paralaxe

João Barbosa disse...

é belo, este tinto

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.