Copo de 3: Junho 2018

29 junho 2018

Marquês de Marialva Arinto Reserva 2016

O Marquês de Marialva Arinto Reserva (Bairrada) surge com uma nova e bonita roupagem, continuando bem fiel às suas origens, mantendo o registo de qualidade das anteriores colheitas. Com a casta Arinto bem amparada pela madeira onde passou, sem o marcar muito mas dando uma boa dose de elegância. Combina frescura com a fruta de pendor citrino e polpa branca com um ligeiro toque vegetal. Fundo algo tenso e mineral, num vinho com passagem de boca fresca e saborosa. 6,40€ 90 pts

28 junho 2018

Justino’s Verdelho 1954


Um vinho que emana frescura e energia, boa complexidade num conjunto de aromas muito directo e polido pelo tempo, com aquele toque de limão muito maduro em geleia na companhia de ligeiro tropical, chá verde, ramalhete de flores na companhia de nozes,leve ranço com conjunto a mostrar boa vivacidade. Boca em contraste com os aromas, cheio de sabor com apontamentos onde se destaca a secura que revitaliza o palato e convida a mais um trago, sempre com muito sabor e ligeiro toque de untuosidade num vinho que termina apimentado e com longo final.575€ 93 pts

21 junho 2018

Gonçalves Faria branco 2015

Para os mais distraídos, Gonçalves Faria foi um icónico produtor da Bairrada, infelizmente após o seu desaparecimento os seus vinhos deixaram de ser produzidos. Com a compra da Quinta de Baixo pela Niepoort, o passo seguinte foi relançar de novo a marca Gonçalves Faria numa justa homenagem ao seu antigo produtor. Este branco de Bical e Maria Gomes foi vinificado em inox, onde fermentou durante 3 semanas, terminando a fermentação em toneis usados de 1.000 litros onde estagiou durante 18 meses e foi engarrafado sem filtração. Branco raçudo com tudo muito preciso e a mostrar um tom de ligeira austeridade, pão torrado com notas citrinas e perfume de flores brancas, grande harmonia. Na boca é um vinho com uma belíssima acidez, fruta delicada mas com tudo bem definido, amplo e vincado pelo rasto mineral em fundo. Um belíssimo vinho com anos de vida pela frente, 26,65€ 93 pts

20 junho 2018

Desnível Reserva branco 2017


Uma novidade no mercado, o primeiro Desnível Reserva branco, criado a partir das castas Alvarinho, Viosinho e Arinto com 8 meses em barricas (50% novas) de carvalho francês. São apenas 800 garrafas a entrar no mercado com preço a rondar os 15€ cada, de um vinho onde a fruta de pomar com citrinos, toda ela bem fresca e madura se deixa embalar pela ligeira untuosidade conferida pela passagem por madeira. Um conjunto que convence e que apetece, saboroso, fresco e muito harmonioso, com fundo a mostrar ligeira austeridade e a dar bastante prazer à mesa. Pena ser tão pouco. 91 pts

Fiuza Riesling 2017


O produtor de vinhos Fiuza decidiu aventurar-se e lançar um varietal da casta Riesling, oriundo de vinhas plantadas à beira Tejo. O resultado final é um branco sem muito que contar e facilmente ultrapassado por Riesling genéricos de origem Alemã que moram nas prateleiras de um qualquer Aldi. São 6,50€ de preço recomendado num vinho que não entusiasma, cai em lugares comuns iguais a tantos outros, pouco falador, com travo de maçã verde acompanhada de uma acidez que se sobrepôe à fruta e chega mesmo a incomodar. 86 pts

19 junho 2018

Vila Alva Vinhas Centenárias branco 2017

Um vinho especial feito pela Adega da Vidigueira a partir de parcelas de vinhas velhas localizadas na freguesia de Vila Alva (Cuba). No vinhedo que remonta a 1930, marcam presença castas raras e mesmo únicas como a Larião ou a Manteúdo. No total foram enchidas quatro talhas, escolhidas apenas as duas melhores para dar origem a este vinho cujo preço ronda os 15€ por garrafa. No copo precisa de tempo para melhor poder mostrar tudo aquilo que lhe vai na alma, e é muito acreditem. Se por um lado tem o barro bem vincado, com as cêras e algum mineral, secura sempre presente no final, é a fruta com citrinos maduros e as ervas de cheiro que lhe tomam conta do nariz. Na boca é sério, vincado pela terra e pela idade das cepas, coeso e preciso, longo e persistente no sabor. Fantástico a acompanhar coelho à São Cristovão. 92 pts

18 junho 2018

Quinta de Pancas Arinto Reserva 2015


A Quinta de Pancas (Lisboa) renasceu às mãos de uma nova equipa e saiu do marasmo onde se encontrava. Os novos vinhos que ali nascem, dão-lhe uma nova alma e colocam Pancas num caminho que já foi seu, o do sucesso. Com inspiração na glória que os seus vinhos alcançaram nos anos 90, os novos vinhos são merecedores de toda a atenção, sobretudo à mesa onde brilham muito alto e deixam fluir a conversa e os sorrisos. Custa coisa de 15€ este Arinto com passagem por madeira usada, o tempo suficiente para lhe dar o aconchego necessário, mantendo toda a vivacidade e alegria no melhor que a casta tem para mostrar. Um belíssimo Arinto cheio de frescura mas também de equilíbrio e harmonia, um branco com bons anos de garrafa pela frente mas que já proporciona momentos de muito prazer à mesa com por exemplo um bacalhau espiritual. 92 pts

Murganheira Rosé Bruto 2011


É onde o Douro e a Beira se tocam, no vale do Varosa, que nascem os espumantes Murganheira. Este rosé da colheita de 2011 é feito a partir das castas Tinta Roriz, Touriga Franca e Touriga Nacional pelo método tradicional com longo estágio (5 anos) nas caves e com preço a rondar os 10€ por garrafa. Muito focado na fruta vermelha bem madura, acidez marcante com tom fresco, ligeira cremosidade que combina com elegância e delicadeza de todo o conjunto. Refrescante mas ao mesmo tempo sério e gastronómico, perfeito a acompanhar uns camarões grelhados. 90 pts

08 junho 2018

Arenae Malvasia branco 2015


Para quem quiser saber o que é um vinho de terroir, tem aqui um exemplo perfeito onde a casta Malvasia de Colares é influenciada por toda a sua envolvente: próximidade do mar, solos arenosos e clima. O resultado só pode ser um vinho diferenciado, a proximidade das vinhas ao mar conferem ao vinho um toque muito fresco e salino, quase iodado, em conjunto com as notas de fruta bem fresca e ácida, ligeiro fruto seco, casando na perfeição com pratos de marisco/peixe. Ronda os 15€ por garrafa de 0.50 cl. 91 pts 

Poças Reserva 2009


As uvas que deram origem a este Poças Reserva nasceram no Douro Superior, mas vão até à Régua para serem vinificadas, com o vinho a passar 12 meses em barrica e posterior estágio em garrafa. No copo não contou uma grande história, directo, de corpo mediano e já polido pelo tempo.  O traço do Douro marca o seu perfil, ainda a mostrar ligeira secura de fundo, presença de frutinha redonda a pingar de madura, aconchegada pela harmonia dada por uma complexidade com tudo muito arrumadinho e sem aquela capacidade de cativar ou puxar por nós. Um vinho caro para os 15€ que pedem por ele. 89 pts

06 junho 2018

Torero Grande Reserva Tinto 2010


O caminho escolhido por este produtor, onde desponta o nome de Andrés Herrera, é em tudo bastante peculiar até pelo facto de o tempo de estágio dos seus vinhos ser superior ao normal. Este 2010, cujo lançamento é recente, estagiou 3 anos em barricas usadas e mais 4 anos em garrafa. Na alma tem um blend tipicamente Alentejano com Aragonez, Trincadeira e Alicante Bouschet. O vinho tem raça, investe com nobreza, mostrando um bouquet amaciado pelo tempo, recebe-nos com garbo e frescura que lhe dá uma bonita vivacidade enquanto rodopia no copo. A rondar os 15€, pelo poderio que tem pede pratos de forte temperamento, uma presa de ibérico grelhada no carvão será sempre uma excelente opção. 91 pts

05 junho 2018

Marquês de Marialva Bical & Arinto Reserva Bruto 2014



Este espumante é a mais recente novidade da Adega de Cantanhede (Bairrada), com um preço de 8,70€. Se o preço já o torna tentador, depois de o beber dá vontade de ter mais umas quantas garrafas guardadas para ir abrindo de forma descontraida durante o resto do ano. Predomina a elegância tanto nos aromas como na boca, ligeira nota a fruto seco ligeiramente torrado, citrinos e alguma fruta de caroço, montrando-se coeso e preciso. Na boca uma ligeira sensação de cremosidade muito delicada acompanha a frescura e o travo mais cítrico com ligeiro biscoito. Fantástico a acompanhar uns mexilhões ao natural apenas regados com umas gotas de limão. 91 pts
 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.