Copo de 3: PROVA Quinta da Garrida Reserva Touriga Nacional 2003

11 abril 2007

PROVA Quinta da Garrida Reserva Touriga Nacional 2003

Hoje em dia dizer-se que as Caves Aliança é um dos grandes produtores a nível Nacional, não deverá espantar ninguém, e as dúvidas também devem ser poucas quando se diz que os seus vinhos gozam de uma relação preço/qualidade de aplaudir.
É esse mesmo factor que me leva a ser fiel a determinadas marcas, determinados nomes que se encontram nos guias e nas revistas da especialidade, são aqueles nomes que ano após ano conseguem manter um nível de qualidade muito acima da média, vinhos que tem tudo para agradar agora e passado uns tempos.
É o caso deste Quinta da Garrida, topo de gama das Caves Aliança na região do Dão, um varietal Touriga Nacional que desde que surgiu no mercado tem feito as delícias dos consumidores, aqui em prova a sua versão Reserva 2003.

Quinta da Garrida Reserva Touriga Nacional 2003
Castas: 100% Touriga Nacional - Estágio: 12 meses barricas novas carvalho francês (60%) e russo (40%) - 13,5% Vol.

Tonalidade ruby escuro de concentração média/alta.
Nariz a mostrar que temos um vinho com boa complexidade, a fruta (negra e alguma vermelha) madura marca presença logo de início, com alguma compota a juntar-se ao conjunto. Ao mesmo tempo temos um toque fresco com floral (violetas, rosmaninho) a envolver o conjunto a meias com as notas derivadas do estágio em barrica, notas essas que estão muito bem integradas em todo o conjunto. A baunilha, torrados, cacau, pimenta, tabaco marcam a sua presença, tudo muito correcto e de grande envolvência e equilíbrio, nada sai do lugar, lá no final encontramos um balsâmico de bom recorte que acaba com ligeira sensação mineral.
Boca a mostrar uma boa complexidade, boa dose de frescura com harmonia de conjunto, redondo e muito equilibrado, baunilha, fruta preta bem madura, cacau, e uma ligeira secura vegetal no final de boca que se mistura entre balsâmico e mineral, acabando em final de persistência média/alta.

Um vinho que se destaca claramente pela sua elegância e equilíbrio de conjunto, grande harmonia entre madeira e fruta. Neste momento encontra-se numa fase de grande equilíbrio, mas não vai virar a cara a mais um tempo de cave, voltamos a falar no Natal. O preço ronda os 9€ num vinho que cada vez mais se torna uma referência da zona que o vê nascer...
17

5 comentários:

Chapim disse...

Também eu aprecio a consistência dos projectos das Caves Aliança. Este Garrida é juntamente com o qt dos 4 ventos normal duas escolhas de muito bom nível para o preço q tem.

Vamos lá ver como fica com Berardo agora....

Copo de 3 disse...

Sem esquecer caro Rui, o Quinta das Baceladas :)

Chapim disse...

Muito bem visto caro João Pedro!!
E sem esquecer também o Casa d`Aguiar!! Todos até 10 euros e com muita qualidade!

Boas provas!

Pedro Sousa P.T. disse...

Gosto deste Quinta da Garrida uma das minhas referencias de vinhos do Dão. Apareceu agora no mercado o de 2005, vi no continente mais ou menos 5euros. Ainda não a fui buscar. Mas não falta muito...

joão iunes disse...

Bebi ontem no Trindade, excelente, taninos bem resolvidos, aveludado na boca, combina bem com bacalhau.

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.