Copo de 3: Malhadinha 2006

22 setembro 2009

Malhadinha 2006

Já não deve ser novidade para ninguém que o vinho da vaquinha é bom que se farta, não é leite com chocolate e nem as vaquinhas dão vinho, estou mesmo a falar do Malhadinha tinto, aquele que será provavelmente o vinho que mais aprecio deste já não tão recente produtor sediado na Albernoa (Beja), a Herdade da Malhadinha Nova.
Da entrada forte que teve no mercado com os seus primeiros vinhos em 2003, veio a confirmação da qualidade nas colheitas seguintes, sempre com nota alta no que toca à imaginação e inovação da imagem e acima de tudo o bom gosto, de como fazem e do que fazem.
Vinhos atractivos, e que se torna difícil não comprar depois de provar, eu pelo menos não tenho resistido. Deixo a nota de prova do Malhadinha 2006:

Malhadinha 2006
Castas: Alicante Bouschet: 35% , Cabernet Sauvignon: 20% , Syrah: 20% , Touriga Nacional: 25% - Estágio: barricas (225 Lts) novas de carvalho francês durante 14 meses - 15% Vol.

Tonalidade granada escuro de concentração média/alta.

Nariz causador de muito boa impressão inicial, maduro com a fruta (bosque, cereja) a surgir fresca e apelativa, ao mesmo tempo que se nota uma barrica ainda que suave, no ponto. Ambiente morno, harmonioso na sua complexidade, com toques de vegetal fresco, floral, especiaria, tabaco seco, e leve balsâmico em fundo.

Boca com entrada redonda e algo gulosa, de estrutura média onde a fruta madura (na proporção da prova de nariz) se faz acompanhar de apontamentos de geleias, cacau, balsâmico, especiaria. No seu todo é um conjunto que embora envolto numa toada morna, se apoia numa acidez que serve de bengala, em final de persistência média.

São no total 17,334 garrafas, com preço aproximado da casa dos 30€, de um vinho que neste momento é prazer assegurado. 17

4 comentários:

Miguel Pereira disse...

Sou grande fã dos Malhadinha, desde o saudoso 2003.

Grapejuices disse...

Hi,

i've often enjoyed this blog for inspiration for Portuguese wines to try. My background for PT wines have been shaped by the british writer, Richard Mayson, who did wonderful wine books of Portugal.

I don't know how wines on Copo de 3 are picked, but I would be very curious to read a review on Richards Quinta do Centro wines (reletive "new" Alentejo project), since these wines are not availble in north Europe.
/anders

Copo de 3 disse...

Hi, i will try to get a Pedra Basta bottle and put the review on Copo de 3.

Grapejuices disse...

Hi, Great.

I will look forward to hear an oppinion about Richard's "Pedra Basta". Best A

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.