Copo de 3: Blandy´s Verdelho 1973

14 maio 2015

Blandy´s Verdelho 1973

Vinho de uma só colheita, envelhecido em cascos de Carvalho Americano durante 41 anos até que foi engarrafado, cerca de 985 garrafas, em 2014. Mais do que pronto a beber é aconselhado abrir dois dias antes do consumo. No estilo Meio Seco apresenta-se este Blandy´s Verdelho 1973, mais um caso muito sério desta casa e que apenas reforça este estilo de vinho único no Mundo. 

Indiscutível a enorme qualidade deste grandioso exemplar que o tempo afinou com precisão e requinte, contido de início mas muita complexidade a pedir tempo para se mostrar. Com um bouquet muito vasto composto por finas camadas de aromas como por exemplo frutos secos, charuto, maracujá, iodo ou madeira exótica, podemos passar um fim de noite inteiro a divagar pelos copo. Envolvente a frescura num conjunto com muita harmonia, cheio de vivacidade, presença marcante no palato, muito bom volume num misto de untuosidade com secura ligeira no final longo e muito persistente que lhe confere uma outra dimensão, colocando este Verdelho na galeria dos grandes desta casa. 97 pts

9 comentários:

Anónimo disse...

Mas isso é um Frasqueira, um Vintage ou um Colheita?

Miguel Araújo

Anónimo disse...

Parece que é em simultâneo um frasqueira, um vintage e um colheita!

João Pedro Carvalho disse...

É um Frasqueira/Vintage: Tem mais de 20 anos de estágio em madeira

Se fosse Colheita era obrigatório ser mencionado como tal.

Anónimo disse...

Então quando é Frasqueira ou quando é que é Vintage?

João Pedro Carvalho disse...

Já foi respondido.

Anónimo disse...

E um binho do Porto dos Bintages também pode ser das Frasqueiras?

João Pedro Carvalho disse...

Não será muito complicado entender que para o vinho em causa as menções tradicionais são Frasqueira/Garrafeira.

Não deixa de ser curioso o enólogo Francisco Albuquerque preferir chamar-lhe Vintage.

Na ficha técnica surge como Blandy´s Vintage Verdelho 1973.

Anónimo disse...

Então pode ser Frasqueira, Garrafeira, Vintage. Mais alguma coisa?

Faz-me lembrar as designações todas que existem, como, Reserva, Garrafeira, Grande Escolha, Grande Reserva, Colheita, Colheita Selecionada, Escolha do Enólogo, Seleção de Enófilos,.....

Tudo serve para vender

Maurício Viêis

João Pedro Carvalho disse...

Parece que não quer entender aquilo que foi aqui escrito. As duas únicas menções que pode ou não uma vez que não é obrigatório, ostentar na garrafa são Garrafeira/Frasqueira. Para o poder ser tem de obedecer a determinados requisitos como por exemplo ter um estágio mínimo de 20 anos em madeira.

Acontece que se formos para Inglaterra se torna complicado explicar ou traduzir essas duas menções aqui citadas, pelo que a palavra vintage surge naturalmente associada.

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.