Copo de 3: Contraste branco 2007

25 Maio 2008

Contraste branco 2007

A enóloga Rita Marques produz vinhos onde acima de tudo, se procura mostrar a frescura e fineza do trato, aqui não vamos encontrar o excesso de extracções que tanto anda a marcar muitos dos nossos vinhos actualmente. O somatório da dedicação, empenho e conhecimento desta enóloga, faz com que os seus vinhos sigam uma linha de sucesso, uns atrás dos outros sem que ninguém consiga ficar indiferente à sua qualidade.
Teve a capacidade de chamar a atenção dos consumidores com um Conceito muito especial, talvez a versão branco seja a mais comentada e procurada por parte dos enófilos entusiastas e esclarecidos. A mesma atenção que conseguiu despertar, atinge a plenitude com o Conceito Vintage 2005 onde a finesse e frescura se aliam para resultar num Porto pleno de encantos e recantos onde apetece ficar a pensar por alguns tempos.
São vinhos Durienses, repletos de sensações e de alma limpa que conquistam pela qualidade e diferença que sabem transmitir, pelo reconhecer imediato que se gostou e que se pretende ter mais uns exemplares em casa.
Surge agora no mercado a nova gama de vinhos de nome Contraste, que com o devido mérito e arriscando associar ao significado da palavra, pretende-se distinguir um vinho de outros e do plano de fundo, neste caso da igualdade que se verifica no segmento onde estão inseridos.
É por Contraste que respondem, são a entrada de uma gama muito cuidada e que nesta altura conta com versão tinto e versão branco aqui em prova:

Contraste branco 2007
Castas: Códega, Rabigato - Estágio: 20% em barricas novas e 80% em cuba de inox. - 13,5% Vol.


Tonalidade amarelo citrino de nuance esverdeada e concentração mediana.

Nariz de boa intensidade, aromas limpos com a fruta madura a dominar o primeiro contacto onde o destaque vai para citrinos, e toque tropical (banana, ananás). Conjunto pleno de frescura, afinado e bastante prazenteiro na prova de nariz, sem saturar o que é um sinal bastante positivo.
Um ligeiro toque vegetal/floral surge em segundo plano, complementando um pouco mais o conjunto, com toque mineral em fundo.

Boca com entrada fresca e a mostrar uma estrutura muito bem equilibrada, na boca é fino com a acidez muito bem instalada a ser fio condutor durante toda a passagem de boca. A fruta está bem presente, bem doseada e respondendo à prova de nariz, tal como o toque vegetal que se mostra em conjunto com mineral de fundo e uma boa persistência final.

Um vinho que corresponde ao pretendido pela enóloga, tem frescura e finesse, mostra o carácter nobre da região que o viu nascer. Um vinho que cativa, convence e apetece. O preço ronda os 8,5€ numa boa garrafeira, que mostra acerto e boa relação preço/qualidade.
15,5

Sem comentários:

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.