Copo de 3: Cortes de Cima 2005

25 Novembro 2008

Cortes de Cima 2005

Cortes de Cima 2005
Castas: 67% Syrah, 16% Aragonez, 12% Touriga Nacional, 5% Cabernet Sauvignon - Estágio: 12 meses em carvalho francês (80%) e carvalho americano (20%) - 14,5% Vol.

Tonalidade ruby escuro de concentração média/alta.

Nariz de boa intensidade, evidencia um vinho com boa presença da fruta vermelha (amora, framboesa, groselha) bem madura, com sensação fresca em conjunto que se sente equilibrado e coeso. Especiaria ligeira com notas vegetais, algum caramelo de leite, tosta muito ligeira numa barrica muito bem colocada, e toque balsâmico a terminar lá no fundo.

Boca de entrada estruturada, amplo e redondo, com mais frescura que a anterior colheita, sente-se a fruta muito madura em companhia com as especiarias e o travo ligeiro do vegetal. Morde-se o chocolate preto e balsâmico de boa persistência no final de boca.

É um vinho que se mostra mais fresco que a versão de 2004, em que se o lote final é também diferente, com o domínio neste 2005 a recair sobre a Syrah , sendo que entram em campo a Touriga Nacional e a Cabernet Sauvignon e sai a Trincadeira. Num total de 122.267 garrafas a rondar os 12€ em grande superfície comercial, naquele que é uma aposta séria e que nunca deixa ficar mal, onde a qualidade constante ano após ano é de louvar por parte do consumidor.
16

2 comentários:

José Tuga disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
José Eduardo disse...

Caro João,

Muito obrigado pela Nota de Prova. Aproveito para anunciar que acabo de lançar o Cortes de Cima 2006, ainda muito jovem mas con fortes probabilidades de vir a suplantar o seu antecessor.

Um abraço,
José Eduardo

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.