Copo de 3: Luís Pato Pé Franco Vinha das Valadas 2011

10 dezembro 2013

Luís Pato Pé Franco Vinha das Valadas 2011

É o mais recente "brinquedo" a sair da adega de Luís Pato (Bairrada), o novo irmão do Quinta do Ribeirinho Pé Franco, a dar pelo nome de Vinha das Valadas Pé Franco. O que os difere será o solo onde as vinhas de Baga estão instaladas, na Vinha das Valadas é argilo-calcário enquanto que no Ribeirinho é arenoso. Numa manhã em que o produtor carinhosamente nos brindou numa inesquecível vertical de Quinta do Ribeirinho Pé Franco e Vinha Formal, culminou com a apresentação deste novo "brinquedo" que vai ser caro e raro. Destaca-se o rótulo numa clara piscadela de olhos ao mercado Asiático é mais que visível nos detalhes do rótulo, mais uma vez a genial veia comercial de Luís Pato a trabalhar. Está previsto um aumento de produção mas teremos de esperar por novo lançamento, no entanto deste 2011 apenas foram engarrafadas 23 magnuns e 20 garrafas... coube a honra de abrir a nº2.

Numa passagem pela sala de barricas onde se provou entre outros aquele que vai ser o Ribeirinho Pé Franco 2011, a comparação com este Valadas foi obrigatoriamente alvo de conversa entre todos os presentes. O vinho aproxima-se mais a um Barrosa no estilo do que de um Ribeirinho Pé Franco, os barros fazem aqui toda a diferença, a Baga torna-se gulosa e o vinho fica mais macio sem perder estrutura e energia, direi em tom de brincadeira que ficou mais Alentejano. Muita finesse de aroma, mais pronto a beber e menos aguerrido que o Ribeirinho, sedutor com frescura, complexidade muito boa com toques de fruta (mirtilos, cereja ameixa preta) bem madura acompanhada por toque de mocha café, ligeiro fumado com ervas aromáticas em fundo. Na boca explosão de sabor, estruturado e com toque de chocolate a envolver a fruta muito limpa numa passagem cheia de glamour e frescura que o guia num fundo cheio de nervo e que lhe vai proporcionar longa vida em garrafa. Enorme evolução no copo, um vinho que se bebe e volta a beber e quando queremos mais um copo já acabou... 95 pts

2 comentários:

Paulo Coelho Vaz disse...

50 Litros?!?!?! Isto não é um vinho de garagem.... é um vinho de armário!!! Será que saiu de lá?

João Pedro Carvalho disse...

Terá sido o primeiro ensaio feito pelo produtor, penso que a produção será aumentada. Não acho que tenha saído ou sequer vendido.

 
Powered By Blogger Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.